Artista tocantinense desenvolve pesquisa artística sobre o Cerrado

A artista tocantinense Rossana Mendes, tendo o acompanhamento técnico e curatorial de Vone Petson, se debruçou durante mais de 08 meses em uma extensa pesquisa artística sobre o Cerrado. O projeto de pesquisa artística "Cerrado em Cores", financiado pela Lei Aldir Blanc, se propôs investigar, apresentar e colocar em destaque a flora do Cerrado, esse que é um dos mais ricos biomas do nosso país.



As quatro expedições em diferentes regiões e buscando tipos diferentes de vegetações que ocorrem no Cerrado (vereda, campo aberto, mata de transição e mata ciliar) proporcionou a identificação de diversas espécies endêmicas dessas regiões. O resultado das expedições podem ser conferidos no site da artista.



Foi possível ainda, identificar pigmentos minerais e vegetais que podem ser utilizados na execução de obras de arte e desenvolver experimentação de técnicas artísticas a partir da flora identificada tais como: monotipias com impressão de folhas, monotipia com pigmentos em pó, serigrafia, colagens, fotografias, entre outros. Essa pesquisa e experimentação de técnicas possibilitaram a artista o desenvolvimento de diversas séries de obras de arte e diversos pensamentos e conceitos que podem gerar futuras obras.


Essas experimentos realizados no projeto "Cerrado em Cores" pela artista Rossana Mendes buscou desenvolver possibilidades estéticas que dessem conta de representar a beleza e a unicidade das flores e folhas do cerrado e que futuramente possam ser reunidos em uma exposição e apresentando ao público.


O interesse da artista em pesquisar esse bioma nasceu da sua trajetória de vida em contato com o Cerrado, natural de Goiás e mora no Tocantins há 26 anos, dessa vivência surgem seus objetos e temas de pesquisas estéticas. A pesquisa iniciada com o projeto "Cerrado em Cores", não encerou com o projeto mas encontra-se em desenvolvimento proporcionando para a artista um maior conhecimento dessa biodiversidade e da simbologia presente nas cores, na forma da flora do Cerrado e na elaboração de novas obras.


Suas produções artísticas dialogam com o conceito da reminiscência, com o ato de lembrar, ao dar luz a essas espécies vegetais e corroboram com uma reflexão acerca desse bioma tão único e importante para o Brasil e a humanidade, e tão pouco registrado e conservado.




20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo